Ontem foi meu primeiro dia trabalhando para uma nova empresa, a Liferay, Inc. Nessa transição muita gente veio me perguntar sobre os motivos de eu ter deixado a Globo, o que faz essa empresa ou o que eu vou fazer lá dentro.

Por isso, resolvi contar um pouquinho mais sobre o assunto.

Passado na Globo

O que você fez de bom nesse tempo lá?

Desde que entrei no globoesporte.com, outubro do ano passado, tive a oportunidade de trabalhar em projetos muito legais, tanto no quesito visual quanto em relação à pauta, já que eu sempre gostei de futebol.

Assim que comecei lá, trabalhei em um widget para a capa de todos os clubes, chamado Torcidômetro. A equipe de redes sociais estava dando início a criação de fanpages no facebook de cada clube, essa ação rendeu centenas de milhares de likes e hoje essas fanpages juntas somam mais de 3 milhões e meio de curtidas no momento em que escrevo esse artigo.

Depois meu foco se voltou para infográficos. Chegando o fim do campeonato brasileiro de 2011, meus chefes queriam preparar algo para homenagear o campeão.

Vendo isso, usei o pouco do tempo livre para preparar um protótipo e então apresentei para a equipe. Todos gostaram e então, junto com os designers Alexandre Lage (@alexandrelage) e Pedro Almeida (@ipedro), começamos a refinar ele.

O projeto foi um marco dentro da empresa, tanto em termos de tecnologia, por ser o primeiro em HTML5, quanto pelo modo de como contamos a história, inovando na interação do usuário.

Se quiser saber mais sobre esse projeto, escrevi outro post falando só sobre ele. Veja o resultado final.

Depois veio a final do mundial e o tão esperado desafio entre Messi vs Neymar. Veja o resultado final.

E aí o centenário do alvinegro praiano, com duas homenagens.

Primeiro com um mapa interativo mostrando por onde o clube já passou. Veja o resultado final.

E segundo, com uma linha do tempo onde contamos durante 10 dias a história do centenário, disponibilizando sempre uma década por dia. Veja o resultado final.

Por fim, outra linha do tempo, agora contando a história do campeonato brasileiro, desde 1971 até 2011. Veja o resultado final.

Todos os projetos foram muito legais de serem feitos. Os prazos eram sempre apertados e sem a possibilidade de serem furados, já que não adianta lançar algo para promover um jogo depois do jogo ter ocorrido por exemplo.

Após o lançamento de cada um, eu ia conferir a repercussão no Twitter, era gratificante ver a felicidade das pessoas e como aquelas homenagens mexiam com o sentimento delas.

A audiência era igualmente assustadora, somados esses produtos ultrapassaram mais de 2 milhões de visitantes.

Por que resolveu sair?

Nesse meio tempo na Globo, muitas propostas apareceram, inclusive para ganhar bem mais do que eu ganhava na Globo ou do que eu vou ganhar na Liferay.

O problema é que muitas pessoas são movidas apenas por dinheiro, eu não, sou movido a oportunidades. Ter passado esse tempo na Globo foi uma excelente oportunidade profissional pra mim, mas dar esse passo em direção à Liferay parece ser uma oportunidade ainda melhor, por isso me agarrei a ela.

Futuro na Liferay

Liferay? O que é isso?

A Liferay, Inc. é uma empresa norte-americana responsável pelo desenvolvimento de diversos softwares, principalmente o Liferay Portal, um gerenciador de conteúdo open source para construções de portais.

Embora esse produto não tenha uma projeção muito grande no Brasil, se comparado a outros CMSs, como o Wordpress e Joomla, estima-se que existam pelo menos 250.000 instalações do Liferay Portal ao redor do mundo nas mais diversas indústrias e cerca de 25.000 membros ativos na sua comunidade open source.

A sede da empresa fica em Los Angeles, mas existem filiais em todo o mundo, na Alemanha, Espanha, Portugal, Hungria, China, India, inclusive no Brasil, com escritórios em Recife e São Paulo.

Mas se a Liferay não tem filial no Rio, onde é que você vai trabalhar?

Home-office. Pelo menos até me formar. Tudo indica que dezembro pego o canudo da graduação, depois veremos qual será o destino.

E o que você vai aprontar por lá?

De início não irei trabalhar diretamente na evolução do Liferay Portal ou qualquer outro produto. A ideia mesmo é reconstruir o Alloy UI.

Alloy??? O que é isso?

O Alloy UI é uma biblioteca de componentes visuais open source feita com base no YUI, um framework de JavaScript também open source feito pela Yahoo!.

É um projeto idealizado pelo Eduardo Lundgren (@eduardolundgren) e Nate Cavanaugh (@natecavanaugh) que agora eu e o Djalma Araújo (@djalmaaraujo) entramos para dar uma ajuda.

Nesse momento ele tem 89 watchers e 56 _forks _no Github, esperamos aumentar bastante esse número e aconselho você a clicar naquele botãozinho de watch também para ficar ligado porque estamos planejando coisas muito legais.

Confira o projeto no Github: github.com/liferay/alloy-ui

Por agora, mais detalhes, você pode conferir uma palestra que eles deram no YUI Conf 2010.

Enfim

To muito animado em me juntar a esses caras feras e espero contribuir para as diversas coisas que vamos aprontar por lá. Como diria meu antigo chefe Victor Javoski (@javoski): Vamos fazer barulho!