Publicado originalmente na Revista Cliche.

Se tem uma coisa que eu aprendi trabalhando ao lado de designers é que, quando o assunto é web, quanto mais eles entendem sobre linguagens de marcação/programação, mais se sentem a vontade para produzir excelentes peças e, portanto, melhores são seus produtos finais.

Não digo que você tenha que saber como criar um ponteiro em C++ ou como implementar um servlet em Java. A questão não é entender tudo sobre de programação, mas sim seus conceitos.

Em equipes pequenas, a função de um designer não fica apenas na elaboração da UI de uma aplicação. Muitos também são responsáveis por elaborar todo o conceito do produto e principalmente toda a UX. Por isso a necessidade de entender o que é possível de ser implementado por um programador ou não.

Continue lendo…